Com base no propósito em promover o cuidado com a qualidade de vida e o bem-estar, a Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo, dentro de uma série de ações de prevenção e promoção à saúde, tendo como um dos pilares o estímulo à alimentação saudável, teve, em parceria com o Instituto Kairós, a iniciativa de em investir em um projeto de horta urbana, na Unidade da Granja Viana.

Criada em março de 2020 a horta tem uma área de 16 mil metros quadrados destinada ao cultivo de diversos produtos sem agrotóxicos, seguindo o modelo da agroecologia, sendo que todos os alimentos produzidos no espaço são utilizados no preparo das refeições de paciente e colaboradores, atendendo também as unidades Pompeia, Santana e Ipiranga. A rede São Camilo também investiu em estudo para a construção de uma composteira e na implantação de meios de cultivos para otimizar e melhorar a produção, como o consórcio de espécies e utilização de Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANC).

De acordo com a gerente de nutrição corporativa da unidade, Tatiana Cristina Sales Bononi, a horta sempre existiu no terreno, que foi doado por Niso Viana para construção do seminário. “Tudo o que tinha na horta era utilizado para consumo dos seminaristas e alguns itens também eram vendidos para a população local. Com o passar dos anos, o seminário deu espaço para o Recanto São Camilo e atualmente, para o Centro de Reabilitação e Cuidados Paliativos Granja Viana São Camilo, com os itens da horta sendo utilizados para colaboradores e pacientes. Porém foi na gestão da Dra. Aline Thomaz que a horta teve um enfoque mais voltado para a alimentação como parte do tratamento dos pacientes e como forma de prevenção de doenças”, reforça.

Hoje, o projeto conta com ao menos 30 espécies de PANC, além de mais de 85 variedades de verduras, ervas aromáticas, legumes e frutas. “Existe o projeto de ampliação das áreas cultiváveis da horta, visto que o terreno é muito grande, favorecendo a biodiversidade”, ressalta Tatiana.
Os pacientes e familiares/acompanhantes têm ciência da horta com alimentos orgânicos do hospital e que eles fazem parte da dieta oferecida a eles nos hospitais e podem fazer parte de outros projetos de extensão da horta urbana, como o “Mãos à Horta”, em que os pacientes, são convidados a colocar a mão na terra, plantando mudas e sementes e a aprender sobre ecologia. “Convidamos os pacientes a participarem de um momento de descontração e contato com o meio ambiente, colocando realmente as mãos na terra… Resgatando, muitas vezes, memórias do passado, lembranças de quando eram crianças e tinham contato direto com a natureza”, reitera. Atualmente o projeto está pausado devido à pandemia da COVID-19, mas Tatiana reitera que pretendem retomar o quanto antes, uma vez que é uma parte importante da reabilitação dos pacientes. Outro projeto de extensão da horta urbana, o “Culinária Divertida” leva os pacientes a experimentarem preparar e degustar receitas com ingredientes vindos da horta.

“Temos a Unidade Granja Viana, sob coordenação da Daniela Miyuki Nakajima (Supervisora de Nutrição da Unidade Granja Viana), como centro de formação de agroecologia e gastronomia sustentável para todos os colaboradores da rede de hospitais São Camilo para padronização em todas os serviços de nutrição e dietética da rede”, reitera. Ainda, a equipe técnica do hospital sempre é estimulada a desenvolver novas receitas com os alimentos da horta para colocar no cardápio dos pacientes e colaboradores.

Segundo Tatiana, há o projeto de iniciar estudos sobre a introdução da biomassa na dieta cremosa homogênea (doce e salgada) e do uso da guasca na dieta hipossódica dos pacientes ainda não foram iniciados. Ainda, há participação do projeto no 22º Congresso Internacional de Gastronomia e Nutrição, na área de FoodService/Gastronomia, com o trabalho que se intitula “Atitudes sustentáveis no serviço de nutrição hospitalar: uso da biomassa de banana verde”. O projeto também atraiu ainda a atenção do Greenpeace, que incluiu a horta urbana em um documentário que reúne projetos que valorizam a agricultura familiar e agroecologia.

O instagram da horta (@hortaurbanasaocamilo), criado com o auxílio dos estagiários do Centro Universitário São Camilo, reúne publicações que tem como objetivo compartilhar os conhecimentos de agroecologia e gastronomia sustentável para o público em geral.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui