“Sem açúcar de adição”: Fibras e stévia na redução de açúcar dos produtos

Espera-se que a fibra e a próxima geração do adoçante stévia, como opções mais naturais do que os adoçantes artificiais, desempenhem papéis importantes na redução do consumo de açúcar, à medida que um número crescente de fabricantes busca pelo claim “sem adição de açúcar”, de acordo com a Mintel.

A busca pela redução da adição de açúcar nos produtos industrializados acontece também por uma pressão dos governos de diferentes países aos fabricantes, como uma estratégia de saúde pública. Por exemplo, no Reino Unido, a indústria de alimentos foi desafiada a reduzir o açúcar em uma gama de produtos que contribuem com a ingestão de açúcar pelas crianças, em pelo menos 20%. Em abril de 2018, o governo inglês já havia introduzido a Taxa da Indústria de Refrigerantes: menos de 3 anos depois, a Public Health England relatou a redução de 44% no teor de açúcar das bebidas.

Na Europa, os alimentos e as bebidas com o claim “sem adição de açúcar” estão liderando as tendências de consumo e, inclusive, a Mintel não descarta que os consumidores irão preferir excluir completamente o açúcar da alimentação, do que substituir as opções “sem adição de açúcares” por produtos com claims de light ou diet. Isso porque, segundo a pesquisa, os europeus preferem consumir alimentos menos indulgentes do que alternativas light/diet.

A Mintel apontam as fibras e a stévia como soluções mais naturais para reduzir o teor de açúcar dos alimentos e das bebidas. A empresa já apontou um crescente aumento do uso de fibras em alimentos e em bebidas com baixo teor de açúcar, também, na busca pelos consumidores por produtos com esses ingredientes. A stévia também é uma opção mais natural, sendo que as empresas estão investindo em inovações para a criação da nova geração desse adoçante que proporcionará melhora do sabor e das propriedades físico-químicas, favorecendo no objetivo da redução do consumo de açúcar.

Fonte: Food Navigator

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui