CNS define diretrizes para realização de conferências de Saúde durante a pandemia

O Conselho Nacional de Saúde (CNS) lançou uma cartilha com orientações sobre os passos necessários para a realização de conferências de saúde durante o período da pandemia. O Manual Básico para Realização de Conferências de Saúde 2021 tem como principal público os conselheiros e conselheiras de saúde e agentes e ativistas do Sistema Único de Saúde (SUS).

Segundo a própria CNS, as Conferências de Saúde, conjuntamente aos Conselhos de Saúde pelo Brasil, são os principais espaços democráticos de construção de políticas de saúde no país e compõe o controle social para deliberação e fiscalização das políticas públicas no âmbito do Sistema Único de Saúde.

Entre as principais orientações, estão ressaltadas a importância em manter e seguir as normas sanitárias sugeridas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e pelo Ministério da Saúde, como, por exemplo, a realização de forma virtual.

A importância das Conferências de Saúde

As Conferências de Saúde têm objetivos claros, divididos em quatro pontos. Primeiro, visam reafirmar, impulsionar e efetivar os princípios e diretrizes do SUS; objetivam mobilizar e estabelecer diálogos com a sociedade acerca da saúde como direito e em defesa do SUS; o fortalecimento da participação e o controle social do SUS; e, por fim, avaliar a situação de saúde, elaborar propostas a partir das necessidades de saúde e participar das construção das diretrizes do Plano Plurianual (PPA) e dos Planos Municipais, Estaduais e Nacional de Saúde.

O manual completo pode ser lido na íntegra clicando aqui.

Fonte: CNS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui