História do vinho no mundo e no Brasil

Acredita-se que o vinho tenha se originado há mais de 6000 anos a.C., no Oriente Médio, sendo as primeiras vinhas de Vitis vinífera L. subsp. sylvestris, que até os dias de hoje, é a espécie de videira mais cultivada para a produção desta bebida. Em 1550, foram plantadas as primeiras videiras na América do Sul, no México e no Peru, e em 1552, Brás Cubas se tornou o primeiro viticultor do Brasil.

Os maiores produtores de vinho

Segundo a Organização Internacional da Vinha e do Vinho (2019) os maiores produtores de vinho são a Itália (que ocupa a 1ª posição), seguida pela França e Espanha, que ocupam, respectivamente, a 2ª e a 3ª posição. O Brasil é 15º produtor de vinho do mundo.

Consumo mundial do vinho

O Estados Unidos lidera o ranking de maior consumidor de vinho, com mais de 3 bilhões de litros por ano, na frente da França, que ocupa o 2° lugar e da Itália, em 3°. O Brasil ocupa a 17ª posição do ranking, segundo a Organização Internacional da Vinha e do Vinho (2018).

Vinho, sim! Mas só se for orgânico ou biodinâmico – Entenda mais:

O vinho orgânico é produzido a partir de uvas 100% livres de agrotóxicos, como pesticidas, herbicidas e fungicidas artificiais e nem de fertilizantes artificiais, e que inclui práticas de produção pautadas na sustentabilidade, em relação aos recursos naturais utilizados, como a água, entre outros. O consumo do vinho orgânico teve um aumento de 30% em 2019.

Já o vinho biodinâmico é um universo a parte! O seu processo leva em consideração que há uma interconexão entre os seres humanos, a vinha e os astros, sendo que a viticultura biodinâmica pode ser descrita como a busca pelo equilíbrio entre estas dimensões.

A produção segue muitos preceitos da agricultura orgânica, mas também possui um calendário próprio, com datas exatas para cada etapa, que levam em consideração os elementos da natureza, as fases da lua e os astros. Também possui processos de vinificação, principalmente a fermentação, estabilização e filtragem, que devem seguir rígidos procedimentos que são ditados por organizações certificadoras como a Demeter, representada no nosso país pela IBD Certificações.

Assim, um vinho orgânico ou biodinâmico preocupa-se muito além do aroma e do sabor, mas com a qualidade nutricional, redução do uso de agrotóxicos e preservação do meio ambiente.

Doses recomendadas de consumo de bebidas alcoólicas

Segundo a Organização Mundial da Saúde, o consumo máximo de álcool recomendado por semana é de 21 unidades para homens e 14 unidades para mulheres, cada unidade sendo equivalente a 10g de álcool. Em relação ao vinho, 1 cálice de 90 ml, equivale a 1,1 unidades de álcool.

Veja algumas marcas brasileiras que vale a pena conhecer:

 

Vinho iMorTali – O 1° vinho biodinâmico nacional

Da Vinícola Santa Augusta, localizada na cidade de Videira, em Santa Catarina, iMorTali é o primeiro vinho biodinâmico brasileiro, elaborado com uma variedade de uvas Cabernet Sauvignon 76,5%, Cabernet Franc 18,5% e Merlot 5%. É um vinho tinto seco fino e que ganhou o Concours Mondial de Bruxelles de 2015.

Conheça mais no site: santaaugusta.com.br

Vinho Garibaldi Da Casa Orgânico

Proveniente da Vinícola Garibaldi, da região da Serra Gaúcha, o Vinho Garibaldi da Casa Orgânico, do tipo tinto seco e produzido a partir de uvas orgânicas Isabel e Bordô.

Conheça mais no site: www.vinicolagaribaldi.com.br/produto/vinho-tinto-seco-organico/126

Vinho Casa de Bento Orgânico

Casa de Bento Tinto Orgânico é um vinho brasileiro produzido na região da Serra Gaúcha pela Vinícola Aurora. Feito com uvas americanas orgânicas, é classificado como um vinho tinto seco.

Conheça mais no site: www.vinicolaaurora.com.br/br/sobre

Vinho De Cezaro

A Vinícola de Cezaro é familiar e está localizada no Rio Grande do Sul, dedicando-se exclusivamente à produção de vinhos feitos com uvas bordôs orgânicas.

Conheça mais no site: vinicoladecezaro.com.br/

 

REFERÊNCIAS:

RESERVA85. História do Vinho. São Paulo, 2019. Disponível em: https://reserva85.com.br/vinho/historia-do-vinho/  Acesso em 04 nov. de 2020.

ORGANIZATION INTERNATIONAL ORGANISATION OF THE WINE AND WINE, Statistiques. [S.l.], 2019. Disponível em: http://www.oiv.int/en/statistiques/. Acesso em: 04 nov. de 2020.

WINE. Winepedia. Disponível em: https://www.wine.com.br/winepedia/curiosidades/vinhos-organicos-biodinamicos-naturais/ Acesso em 04 nov. de 2020.

BVS -Atenção Primária em Saúde. Qual a quantidade de álcool que as pessoas podem tomar para não serem consideradas alcoolistas? Disponível em: <https://aps.bvs.br/aps/qual-a-quantidade-de-alcool-que-as-pessoas-podem-tomar-para-nao-serem-consideradas-alcoolistas/> Acesso em 05 nov. de 2020.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui