A preocupação com a estética, especialmente em relação à saúde da pele, para evitar rugas, flacidez e manchas, é uma das principais queixas no consultório, depois do emagrecimento. Hoje o conceito de nutrição in&out vem ganhando cada vez mais importância, pois é capaz de auxiliar na prevenção do envelhecimento cutâneo precoce, através da minimização dos impactos da exposição ao sol, alimentação inadequada, poluição e qualidade do sono.

Incluir alimentos e nutrientes antioxidantes, principalmente com ação fotoprotetora, que sejam capazes de reduzir os danos dos radicais livres gerados pelo estilo de vida e ainda aquele que sejam capazes de modular mecanismos relacionados à longevidade, é uma forma de auxiliar na modulação antiaging, Somado a isso, não pode ser esquecida a ingestão diária de nutrientes essenciais para a manutenção da pele, como colágeno, silício, vitamina C, entre outros.

Vários compostos bioativos e nutrientes têm efeitos benéficos para a saúde da pele e capazes de retardar o envelhecimento, como descrito na literatura. O resveratrol é um dos principais, com seu efeito antioxidante (por ativa Nrf2, um fator que estimula a transcrição de enzimas antioxidantes), ativação de SIRT1 (promove regulação de mecanismos associados à longevidade) e modulação da inflamação através da regulação de alguns mecanismos de sinalização, como do NF-κB (relacionado com a transcrição de substâncias pró-inflamatórias e que geram estresse oxidativo). Segundo Boo (2019), ele ainda contribui com a iluminação da pele por ter atividade antimelanogênica, reduzindo o aparecimento de manchas e promovendo o clareamento. Dessa forma, ele é um composto utilizado tanto em suplementos quanto em cosméticos naturais.


O extrato de Polypodium leucotomos (Fernblock®) é um importante modulador antiaging, além de contribuir para a prevenção de câncer de pele devido ao seu efeito fotoprotetor. Parrado et al. (2016) conduziram uma revisão avaliando os mecanismos seus mecanismos de ação, que estão relacionados ao seu alto teor de compostos fenólicos. Ele inibe a geração de radicais livres após a exposição ultravioleta, além de reduzir os danos causados pelo estresse oxidativo, bloqueando fatores como o AP1 e NF-κB e, consequentemente, reduz a inflamação.

O extrato de romã (Punica granatum L.) é rico em fitoquímicos com ação anti-inflamatória e antioxidante, reduzindo o impacto dos radicais livres gerados após a exposição ao sol, substãncias relacionados com uma resposta pró-inflamatória e pró-oxidante. Ele também possui propriedades antiproliferativas e citotóxicas das células que sofreram danos e mutações, podendo auxiliar na redução do câncer de pele.


Emanuele, Bertona e Biagi (2017) realizaram um estudo randomizado com 40 adultos avaliando os efeitos da combinação entre extratos de Polypodium leucotomos e romã (480 mg/dia) ou apenas o extrato de Polypodium leucotomos (480 mg/dia) por 3 meses. Ao final do estudo, a hidratação e a elasticidade foram significativamente melhoradas e a perda de água transepidérmica reduziu nos dois grupos, sem diferenças significativas entre eles. O índice de eritema, ou seja, de vermelhidão da pele, diminuiu em ambos os tratamentos, mas a combinação entre o Polypodium leucotomos e romã tenha sido significativamente mais eficaz nesse aspecto.

Além desses compostos, nutrientes como β-caroteno, ômega-3, licopeno, n-acetilcisteína, curcumina, luteína, zeaxantina, vitamina C, vitamina E, ferro, cobre e zinco são descritos em uma revisão conduzida por Souyoul, Saussy e Lupo (2018), como importantes agentes antiaging. Eles atuam em diversos aspectos, como hidratação, redução de rugas, pigmentação e elasticidade, podendo ser encontrados naturalmente nos alimentos ou serem inclusos na forma de suplementos.

Mediante acompanhamento nutricional, mais do que fornecer um plano alimentar, o nutricionista é capaz de atuar promovendo efetiva reeducação alimentar, aliando suplementações específicas e priorizando melhora no estilo e qualidade de vida, que irá impactar no envelhecimento; isso porque uma boa nutrição (in) irá refletir na estética (out).

Quer saber mais estratégias nutricionais com ação antiaging? Venha para a 7ª edição do Meeting Brasileiro de Nutrição Estética, um evento que traz atualização científica e as últimas tendências da nutrição estética! São dois dias de congresso com grandes nomes da área, para aprimorar a sua prática clínica.

Confira mais sobre acessando o site: https://nutricaoesteticabrasil.com.br/

REFERÊNCIAS

SIMAS, L.A.W.; WOLPE, R.E. Manual de Atendimento em Nutrição Estética. Curitiba: Editora Autores Paranaenses, 2016.

PUJOL, A. P. (Org.). Nutrição Aplicada à Estética. Rio de Janeiro: Rubio, 2011.

SARUBBO, F. et al. Effects of Resveratrol and Other Polyphenols on Sirt1: Relevance to Brain Function During Aging. Curr Neuropharmacology, v. 16, n. 2, p. 126-136, 2018.

BOO, Y. C. Human Skin Lightening Efficacy of Resveratrol and Its Analogs: From in Vitro Studies to Cosmetic Applications. Nutrients, v. 8, n. 9 2019.

PARRADO, C. et al. Fernblock (Polypodium Leucotomos Extract): Molecular Mechanisms and Pleiotropic Effects in Light-Related Skin Conditions, Photoaging and Skin Cancers, a Review. Internation Journal of Molecular Sciences, v. 17, n. 7, p. 1026, 2016.

VUČIĆ, V. et al. Composition and Potential Health Benefits of Pomegranate: A Review. Current Pharmaceutical Design, v. 25, n. 16, p. 1817-1827, 2019.

EMANUELE, E.; BERTONA, M.; BIAGI, M. Comparative Effects of a Fixed Polypodium leucotomos/Pomegranate Combination Versus Polypodium Leucotomos Alone on Skin Biophysical Parameters. Neuro Endocrinology Letters, v. 38, n. 1, p. 38-42, 2017.

SOUYOUL, S. A.;   SAUSSY, K. P.; LUPO, M.P. Nutraceuticals: A Review. Dermatology and Therapy, n. 8, v. 1, p. 5-16, 2018.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui