Impressoras 3D são cada vez mais utilizadas por diversas indústrias, cujos setores incorporam a tecnologia a fim de incorporá-la ao seu processo produtivo.

A indústria de alimentos não ficou de fora dessa tendência e um exemplo disso é a empresa Nova Meat, em Barcelona, na Espanha, que lançou recentemente uma carne vegetariana, feita com ervilhas, arroz e alga marinha.

O uso de impressoras 3D possibilita que os ingredientes sejam dispostos em filamentos, semelhante às proteínas presentes no músculo dos animais. Conforme Giuseppe Scionti, fundador da startup: “Isso nos permite modular a textura do produto e mimetizar o sabor e as propriedades nutricionais de uma variedade de carnes e frutos do mar, assim como a aparência”.

A expectativa é de que, a partir do ano que vem, os restaurantes espanhóis também sejam capazes de “imprimir” a própria carne. Para além, as impressoras 3D ganham cada vez mais espaço e produzem peças em escalas cada vez maiores, contribuindo para a construção de casas e mostrando-se uma tecnologia promissora, especialmente na área médica, com a fabricação de próteses e medicamentos, por exemplo.

Fonte: BBC Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui