Alimentação, ansiedade, auto imagem e uma situação atípica de isolamento social que pode impactar ainda mais o comportamento alimentar feminino.

Essas serão as questões que o estudo “Imagem Corporal e Consumo Alimentar: possível relação com o isolamento social”, conduzido pelo Instituto de Nutrição Josué de Castro (INJC) da UFRJ, em parceria com o Laboratório Interdisciplinar de Pesquisa e Intervenção Social (Lipis) da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), buscará responder.

A pesquisa convida à participação, mulheres entre 19 a 59 anos de idade, que residam no estado do Rio de Janeiro, não estejam passando por gestação ou amamentando. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da UFRJ e as voluntárias devem responder a um questionário on-line, que será aplicado agora e seis meses após o término do isolamento social, dispensando o envolvimento presencial no estudo.

As questões se relacionam à imagem corporal das mulheres, hábitos alimentares, nível de ansiedade, bem como solicitam algumas informações gerais para controle de amostra, como cor da pele, idade e nível de escolaridade. O tempo estimado para responder ao questionário é de 20 minutos e, conforme Tais Lopes, professora do INJC e responsável pela pesquisa: “Apesar de longo, penso que pode ajudar a refletir sobre o momento difícil que nós, mulheres, estamos passando”.

O estudo garante o total sigilo das resposta e os dados das participantes não serão divulgados, preservando sua identidade. Para obter mais informações sobre a pesquisa, entre em contato pelo e-mail: epidemiologianutricionalufrj@gmail.com.

Fonte: ASBRAN

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui