Gigante no mercado alimentício, Nestlé investiu mais de R$ 15 milhões na criação de um portfólio plant based.

A busca dos consumidores por alimentos mais funcionais, saudáveis e de origem vegetal é inegavelmente crescente e as grandes marcas estão precisando se adequar a essa realidade. Com uma população de vegetarianos estimada em cerca de 29,2 milhões de pessoas e sendo um público que cresceu 75% nas regiões metropolitanas do Brasil, é preciso pensar alternativas atreladas a esse perfil.

Alinhada a essa demanda, a Nestlé passou a investir, de forma consistente, em um portfólio de produtos plant based. Entre 2017 e 2019, apenas no Brasil, a empresa investiu mais de R$ 15 milhões em produtos de base vegetal, como amêndoa, aveia, ervilha e arroz.

 

Os alimentos plant based fazem parte de uma alimentação vegetariana e vegana, mas também atendem aos flexitarianos, isto é, pessoas que buscam uma mudança comportamental em relação à alimentação, cujo objetivo é reduzir os itens de origem animal. Esse mercado se encontra em plena expansão, pois, conforme dados da Mintel, a oferta de produtos veganos cresceu 677% no Brasil, entre 2014 e 2018.

 

Fonte: Mercado & Consumo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui