Sustainable Foods Summit discute o futuro dos alimentos sustentáveis na América Latina

A quinta edição latino-americana do Sustainable Foods Summit trará o debate sobre o futuro dos alimentos sustentáveis nessa região.

Algumas das questões evocadas durante o congresso, abordam a força que ganham os alimentos sustentáveis nos mercados locais; as perspectivas de alimentos plant-based, considerando que a América Latina reúne uma parcela da população que consome carne mais avidamente; as possibilidades das empresas de alimentos e bebidas reduzirem os impactos ambientais nas embalagens; como a indústria de alimentos pode fazer a transição para a economia circular.

Esses e outros temas serão abordados durante este fórum de alto nível, que acontecerá em São Paulo, nos dias 28 e 29 de novembro. O Summit será dividido em quatro sessões, sendo elas:

1 – Melhores práticas de sustentabilidade

Considerando que a Amazônia está no centro dos debates atuais, devido ao alto nível de desmatamento que ocorrem na região nos últimos meses, o Summit será iniciado com uma palestra que descreve o papel da indústria agroalimentar e seu papel na interrupção do desmatamento. A intenção da abordagem é demonstrar como a transparência e rastreabilidade nas cadeias de suprimentos, podem impedir que a terra desmatada seja utilizada para a produção de alimentos.

Localizada no território Wawi, no Xingu, a Assoaição Indígena Kisêdje (AIK), demonstrará como técnicas agrícolas tradicionais podem contribuir na preservação da floresta tropical. A AIK desenvolveu uma aliança com outras comunidades indígenas a fim de produzir óleo de pequi e lutar contra as mudanças climáticas. Como forma de reconhecimento, a associação recebeu o prêmio Equator do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, de 2019.

Além disso, Carla Tennembaum, da Ideia Circular Brazil, abordará como a indústria alimentícia pode fazer a transição para uma economia circular. Para tanto, serão oferecidas orientações às empresas de alimentos de bebidas, para que essas possam fechar seus ciclos de nutrientes. Susy Yoshimura, diretora de sustentabilidade do Grupo Pão de Açúcar, apresentará uma perspectiva d ecomo a rede de supermercados aborda o tema sustentabilidade, já que é um dos principais varejistas de alimentos orgânicos do país.

 

2 – Ingredientes alimentares

Na segunda sessão do Summit serão apresentados ingredientes que agregam valor sustentável aos alimentos e bebidas. O Brasil ultrapassou os Estados Unidos e tornou-se o principal produtor de soja do mundo, contudo, questões são levantadas sobre a rastreabilidade, desde o cultivo da soja em “terras limpas”. Sobre isso, Ernese Brosz, da Fundação ProTerra, abordará atualizações sobre o fornecimento sustentável de soja.

O Carrefour, segunda maior rede varejista do mundo, mostrará como se dá seu processo de construção de cadeias de suprimento para ingredientes orgânicos na América Latina. Em 2018, a rede anunciou alguns planos para alcançar vendas globais de € 5 bilhões em alimentos orgânicos até 2022. No Brasil, investe em projetos de agricultura orgânica com o objetivo de gerar 20% de sua demanda por alimentos orgânicos. Os demais palestrantes deste blogo abordarão produtos de origem animal por meios sustentáveis, bem como de aromas e proteínas vegetais.

 

3 – Atualização em marketing

Para a terceira sessão do Summit, serão abordadas as perspectivas de alimentos orgânicos e plant-based, começando com Gustavo Guadagnini, do Goof Food Institute, que compartilhará as últimas tendências do mercado alternativo a carnes e laticínios no Brasil. Além disso, pesquisas apontam que 30% dos brasileiros estão reduzindo o consumo de produtos de origem animal, cuja saúde e preocupações com os animais, são os principais motivos para essa mudança. Ricardo Laurino, da Sociedade Vegetariana e Laura Kim, da Veganismo Brasil, oferecerão maiores detalhes sobre o número crescente de vegetarianos e veganos.

Alexandre Harkaly, diretor executivo do IBD oferecerá uma atualização sobre o mercado de alimentos orgânicos no Brasil. Ao passo em que a Organis apresentará as tendências mais recentes do mercado de alimentos orgânicos, inclusive perfilando o consumidor destes produtos. Bárbara Dunin, da Global Compact Network Brasil, apresentará como a sustentabilidade pode criar a inovação na indústria alimentícia.

 

4 – Soluções em embalagens verdes

Para fechar o Summit, a quarta sessão apresentará a crescente oposição dos consumidores a plásticos, o que coloca as embalagens no topo da agenda de muitas empresas do segmento de alimentos e bebidas. Neste bloco, serão discutidas abordagens práticas para a redução dos impactos das embalagens. Veruska Rigolin, da Futamura, abordará como os biopolímeros à base de celulose são utilizados para produzir materiais de embalagens compostáveis.

A Sealed Air mostrará como as embalagens podem auxiliar na redução do desperdício e a TetraPak trará atualizações sobre suas inovações em embalagens. Luciana Pellegrino, diretora executiva da Associação Brasileira de Embalagens, abordará como as empresas de alimentos e bebidas podem fechar seus ciclos de embalagens. Além disso, serão apresentados cases de sucesso de marcas de adotaram soluções sustentáveis em embalagens.

 

Sustainable Foods Summit

O objetivo do fórum é explorar novos horizontes para rótulos ecológicos e para a sustentabilidade na indústria alimentícia, debatendo questões-chave. A quinta edição latino-americana acontecerá dias 28 e 29 de novembro, em São Paulo.

 

Informações:

www.sustainablefoodssummit.com/lamerica/

Email: info@sustainablefoodssummit.com

Tel: +(44) 20 8567 0788

 

Fonte: Assessoria de Imprensa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui