Recentemente o Brasil passou a enfrentar o surto de uma doença quase erradicada, o sarampo. Foram confirmados 5.404 casos em 19 estados brasileiros em um período de 90 dias, o que representa um crescimento de 1,08% em relação ao último monitoramento.

Esses dados estão no boletim divulgado pelo Ministério da Saúde e correspondem ao período entre julho e setembro de 2019.

O Ceará e a Paraíba integraram, na publicação, os estados com mais transmissão ativa da doença e com 97,5% dos registros estando concentrados em 168 municípios de São Paulo. O informativo aponta também que mais de 22,5 mil casos estão em investigação.

A nutrição foi apontada como uma importante aliada nesse cenário, especialmente os alimentos ricos em vitamina A e os suplementos dessa. Por esse motivo, para os estados brasileiros que estão passando pelo surto de sarampo, o Ministério da Saúde disponibilizou mais de 2,6 mil cápsulas da vitamina.

O suplemento foi indicado para uso em crianças menores de seis meses de idade com suspeita de sarampo, uma vez que esse é o público mais suscetível às sequelas da doença, como cegueira e até a morte. Ao passo em que a vitamina A auxilia na prevenção desse tipo de complicações.

Atualmente, a rotina dos serviços de saúde já conta com o programa de suplementação de vitamina A, que é oferecida na concentração de 100.000 UI para crianças entre seis e 11 meses e 29 de idade, e de 200.000 UI para crianças maiores de 12 meses de idade.

Embora exista a possibilidade de suplementação, a alimentação exerce um papel fundamental no fortalecimento do sistema imunológico.

No caso de crianças, o leite materno oferece a quantidade necessária do nutriente que as crianças necessitam nos primeiros seis meses de vida. A vitamina A também pode ser encontrada em alimentos como frutas e legumes de cor amarelo-alaranjada, verduras verde-escuras, óleos e frutas oleaginosas.

 

Fonte: UOL

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui