PodCast Nutracêuticos e suplementos nutricionais em benefício das unhas

 

A síndrome das unhas frágeis (SUF) caracteriza-se por uma anormalidade heterogênea, em que ocorre fragilidade da lâmina ungueal.

Acomete cerca de 20% da população, sendo que a proporção de mulheres é duas vezes mais afetada que a de homens.

Além de prejudicar as atividades diárias, muitos pacientes relatam que a SUF provoca dores e prejudica a rotina profissional de muitas ocupações cujas mãos ficam mais expostas e, por extensão, as unhas. Além disso, a exposição a produtos químicos, como os tioglicolatos, ao cimento, a solventes e a ácidos, álcalis, anilina e soluções de sal e açúcar podem provocar fraturas ungueais por dissolver lipídios intracelulares, modificando a coesão intercelular da unha. Importante ressaltar que, com a mudança das estações do ano, tanto a hidratação quanto a delaminação da unha podem sofrer alterações que agravam ainda mais o problema.

A formação da lâmina da unha ocorre a partir da multiplicação e diferenciação dos queratinócitos. Apesar do próprio movimento dos dedos e do desgaste físico das unhas contribuírem para seu crescimento, aspectos sistêmicos e nutricionais também podem alterar a queratogênese e a qualidade da unha.

A deficiência de zinco, por exemplo, pode levar à onicólise (desprendimento da unha) e à onicodistrofia. Em relação à SUF, a presença de onicosquizia (descamação lamelar) e a onicorrexe (formação de estrias e sulcos longitudinais) costuma ser frequentemente pontuada na anamnese dos pacientes.

Atualmente, cada vez mais profissionais de saúde têm recorrido ao uso de suplementos e nutracêuticos manipulados para o tratamento de desordens ungueais.

Em estudo de Addor (2016), a autora avaliou a influência de um suplemento nutricional na melhora da resistência da lâmina da unha e de seu crescimento. Ao todo, 45 pacientes com unhas frágeis foram suplementados diariamente com complexo vitamínico (composto de vitaminas A, do complexo B, C, E), além de oligoelementos (ferro, magnésio e óxido de zinco) durante 16 semanas. Após avaliação clínica geral, os resultados mostraram que os pacientes apresentaram melhora dos sinais de enfraquecimento das unhas, bem como da qualidade da lâmina ungueal.

Outro estudo (SCHALKA et al., 2018) avaliou a eficácia de um nutracêutico contendo vitaminas A, do complexo B, C e E, ferro, zinco, selênio, luteína e pantetonato de cálcio no tratamento do eflúvio telógeno (aumento da quantidade diária de fios de cabelo perdidos diariamente) associado à SUF. Foram recrutados 62 voluntários, que foram suplementados diariamente com o nutracêutico encapsulado, ao longo de 90 dias de estudo.

Ao final, os resultados mostraram que o nutracêutico foi capaz de reduzir em 36,63%  a descamação das unhas, melhorando também seu aspecto. Desfechos positivos para o eflúvio telógeno também puderam ser observados.

Portanto, quando especialmente desenvolvidos para o tratamento da síndrome da fraqueza ungueal, para unhas quebradiças e/ou fracas, suplementos alimentares e nutracêuticos que ofereçam doses próximas da IDR de vitaminas e minerais são recursos a serem explorados pelos nutricionistas para tratamento e manejo dos sintomas dos pacientes.

 


REFERÊNCIAS

ADDOR, F.A.S. Influência da suplementação de nutrientes no metabolismo dos queratinócitos: estudo in vitro. Surgical & Cosmetic Dermatology, v. 4, n. 2, p. 150-4, 2012.

ADDOR, F.A.S. Efeito de suplementação nutricional no fortalecimento e crescimento das lâminas ungueais. Surgical & Cosmetic Dermatology, v. 8, n. 4, p. 311-5,2016.

SCHALKA, S. et al. Composto nutracêutico no tratamento do eflúvio telógeno associado à síndrome das unhas fracas. Surgical & Cosmetic Dermatology, v. 10, n. 1, p. 55-60, jan. 2018.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui