À medida que aumenta a demanda dos consumidores por cuidados com beleza e aparência, cada vez mais especialização é exigida dos nutricionistas, que ampliam seu campo de atuação para áreas como a estética.

A nutrição voltada à estética está em expansão, e consolidando-se como uma das áreas em que o nutricionista pode contribuir tanto para saúde da mulher, quanto para sua beleza. Por nutrição estética entende-se um campo relativamente novo na área, cuja implementação do cuidado nutricional – com auxílio da dietética e da dietoterapia – associado à prevenção de doenças crônicas, também, abrange resultados estéticos requisitados pelos pacientes.

A pesquisa científica na área de nutrição estética tem contribuído muito para redução de queixas típicas como acne e melasma, prevenção do envelhecimento cutâneo, melhora da aparência de estrias e celulites, na redução da queda de pelos e cabelos, no fortalecimento das unhas e na diminuição de medidas, resultando, assim, na melhora da autoestima e qualidade de vida do paciente. Nesse contexto, o nutricionista tem como ferramenta principal a prescrição dietética e de nutracêuticos/suplementos individualizada e que atuarão de forma coadjuvante na prevenção e minimização dos sintomas.

Com aumento expressivo no mercado da beleza, um dos aspectos mais relevantes da nutrição estética diz respeito ao contexto de vida equilibrada, e não somente ao uso isolado de certo alimento e/ou suplemento. Assim, a ciência tem mostrado como a orientação nutricional embasada e específica é capaz de trazer resultados significativos aos indivíduos. Quanto à área de atuação, o nutricionista pode atuar em clínicas de estética (na forma individual ou por meio de parcerias); em consultórios e atendimentos domiciliares; no pré e pós-operatório de cirurgias estéticas (com equipe multidisciplinar); prestar consultoria para empresas e indústrias de nutracêuticos e/ou nutricosméticos; bem como atuar na área acadêmica relacionada ao tema.

Em vista do aumento da demanda por cuidados que se refletem na aparência, torna-se cada vez maior a necessidade de associar uma alimentação equilibrada a procedimentos estéticos, colocando o nutricionista especializado em nutrição estética imprescindível para o alcance de resultados.

REFERÊNCIAS

DANTAS, S.F.I.M. Conduta nutricional no tratamento estético. [Internet]. Disponível em:

https://www.faculdadealfredonasser.edu.br/files/pesquisa/conduta%20nutricional%20no%20tratamento%20est%C3%A9tico.pdf. Acesso em: 19 mar 2019. PUJOL, A.P. Nutrição aplicada à estética. Rio de Janeiro: Rubio, 2011.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui